Tudo cresce

um torpor na lucidez

neste dia cinza (ou hoje o dia foi azul? não sei, confundo-me)

ladeada por paredes brancas

escuto o ruído no estômago

ruído costuma habitar o coração, eu acho

pego as cores pelo lápis

tudo está rodeado por vergonha

ontem estava cega de vergonha

e na mesa não reparti por vergonha

por fim, tudo cresce na direção de um outono interminável

Anúncios

Sobre vivibezerra

Alta. Cachos. Andar saltitante. Interessada num monte de vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: