Veja, cala a boca!

Especialistas concordam: a revista Veja deve ser o novo conteúdo das salas de aula. Eles argumentam que a revista sintetiza o que há de mais essencial no estreitamento de mentes e serve como material para o riso e o escárnio.

Dona Veja, me diga o que a senhora considera “essencial”? A filosofia é velha? Traz “velhos chavões”? Sociologia é coisa de pouca importância? Então, fazer pensar, duvidar, desestabilizar, discutir, discernir, é besteira? Nós queremos é fazer conta, aprender fórmulas, aprender a nos relacionar com máquinas, conhecer sua estrutura: corpo, peças, placas, discos, drives, fontes, memória… Não, memória, não! É necessário deletar toda a memória! É velharia “obscura”, quem se importa? E será que não podemos saber das placas, da math, dos drives e discutir também o ser humano, nossa existência, nossas formas de sociedades, nossas culturas? Por que ser excludente? A escola não é um lugar para ser e respeitar a pluralidade?

E os professores de filosofia e sociologia, que na matéria são tratados como limitados, despreparados e sem conhecimento algum daquilo que ensinam, o que acham disso? A matéria da Veja apenas considera que o ensino de filosofia e sociologia nas escolas é algo ruim e ponto final. Será que o Sr. Bortoloti, que escreveu a matéria, não consegue enxergar mais que isso? Será que não é hora do Sr. Bortoloti ter mais riqueza de espírito e parar com generalizações que ele mesmo acusa nas linhas que escreveu? Tsc, tsc, feio demais isso!!!

O senhor precisa comer muito feijão com arroz para falar de filósofos, Marx e professores.

Para quem não leu a matéria da Veja, e não está perdendo nada com isso, mas tem curiosidade, é só clicar aqui.

Até,

Vivi Bezerra

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: